Birgitte Tümmler | Abelhas Nativas da Mata Atlântica | Jardim Botânico | Curitiba | Abril 2023-Abril 2024

Ilustrações de Abelhas Nativas

Abelhas Nativas da Mata Atlântica
Exposição de ilustrações Abelhas Nativas da Mata Atlântica
Ilustradora: Birgitte Tümmler
Local: Galeria das Quatro Estações – Jardim Botânico
Data de abertura: sexta-feira (14/4), às 16h30
Horário de visitação: diariamente, das 10h às 18h
Grátis


Arte e biodiversidade brasileira se encontram em mais um exposição no Jardim Botânico de Curitiba, a mostra Abelhas Nativas da Mata Atlântica, com obras da artista visual e ilustradora Birgitte Tümmler, na Galeria das Quatro Estações do Botânico.

A mostra organizada pela Fundação Cultural de Curitiba é composta por desenhos de 19 espécies feitos com caneta esferográfica e integra as comemorações dos 330 anos da cidade. Poderá ser visitada diariamente, das 10h às 18h, com entrada gratuita.

Dinamarquesa radicada no Brasil desde a infância, Birgitte sempre desenvolveu atividades ligadas à natureza, especialmente a espeleologia, que estuda grutas e cavernas. Essa relação fez com que a sua habilidade artística também se voltasse a temas da flora e da fauna, buscando sensibilizar e promover a conscientização ambiental.

Das espécies de abelhas existentes na Mata Atlântica, a artista apresenta algumas bem conhecidas, como a jataí, a mandacaia e a mirim, e outras raras, como a guaraipo negra.

As abelhas nativas ou abelhas indígenas (melíponas) não têm ferrão, vivem em colônias e se caracterizam por apresentar o aparelho ferroador atrofiado. Elas ocorrem apenas na América do Sul, América Central e Ilhas do Caribe. Cerca de 400 espécies dessas abelhas já foram catalogadas, e mais de 300 somente no Brasil. Por isso, o país é conhecido como “o paraíso ecológico das abelhas sem ferrão”.

A artista

Birgitte Tümmler nasceu em Copenhagen e veio para o Brasil muito cedo. A família se instalou em Rio Branco do Sul, acompanhando o pai, que veio trabalhar na montagem de fornos de fábricas de cimento.

Na juventude, a ilustradora chegou a voltar para a Dinamarca, mas retornou diante da sua ligação com o Brasil e a paixão pela natureza.

A artista desenvolveu uma técnica peculiar de ilustração com caneta esferográfica. Em 2019, foi premiada no Festival de Imagem da Natureza de Portugal. Entre seus trabalhos recentes, participou do livro “Paisagem Paranaense, Cultura e Natureza”, publicado em novembro de 2022.

Birgitte já realizou várias exposições nacionais e internacionais. A primeira sobre abelhas nativas brasileiras foi em 2019, como membro do grupo Abun – Artistas & Biologists Unite for Nature (Artistas e biólogos se unem pela natureza), uma organização que reúne artistas do mundo inteiro que doam suas ilustrações para projetos voltados à proteção de espécies ameaçadas.

Mais detalhes no site da prefeitura de Curitiba.



Citer ce billet
Willy Delvalle (2023, 16 juin). Birgitte Tümmler | Abelhas Nativas da Mata Atlântica | Jardim Botânico | Curitiba | Abril 2023-Abril 2024. Animots. Consulté le 21 juin 2024, à l’adresse https://doi.org/10.58079/b75a

Willy Delvalle

Willy Delvalle est doctorant en science politique à l'Ecole normale supérieure-PSL, où il intègre la Chaire Géopolitique du Risque. Il est rédacteur du carnet Animots et journaliste.

More Posts

Follow Me:
TwitterLinkedIn

Vous aimerez aussi...

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search